Prefeitura de Valparaíso decreta estado de emergência após temporal alagar imóveis

0
Moradores de Valparaíso (SP) que tiveram casas alagadas tentaram recuperar móveis atingidos pela enchente (Foto: Reprodução/TV TEM)

Defesa Civil interditou duas casas que correm risco de desabar. Moradores que tiveram casas alagadas tentaram recuperar móveis.

A prefeitura de Valapraíso (SP) decretou estado de emergência depois que 11 casas ficaram alagadas e duas delas foram interditadas após o temporal que atingiu a cidade na terça-feira (13). Foram 140 milímetros de água em aproximadamente 40 minutos de chuva, de acordo com a Casa da Agricultura.

“A gente entrou em contato com pessoas que podem nos ajudar com doações e donativos e acionamos também a assistência social para que possamos dar um pouco de conforto e tranquilidade para as pessoas que sofreram com a chuva”, explica o prefeito Roni Ferrareze.

A varanda da casa do motorista José Roberto de Oliveira corre risco de desabar e é um dos imóveis interditados pela Defesa Civil. “Os móveis rodaram e perdemos tudo porque a casa do fundo destruiu tudo”, lamenta.

Um dos imóveis alagados pela chuva também foi a casa da trabalhadora rural Vera Lúcia Rodrigues. Desesperada com o nível da água, ela chegou a subir em uma mesa para fugir do alagamento.

Trabalhadora rural foi orientada e subir em mesa para 'fugir' do alagamento de sua casa, em Valparaíso (SP) (Foto: Reprodução/TV TEM)
Trabalhadora rural foi orientada e subir em mesa para ‘fugir’ do alagamento de sua casa, em Valparaíso (SP) (Foto: Reprodução/TV TEM)

“Eu subi em cima da mesa da cozinha. Um policial me orientava pelo celular para não descer da mesa. A água foi subindo e eu fiquei com medo”, lembra.

Além das casas, a enxurrada também invadiu três escolas municipais de Valparaíso. Por causa da sujeira provocada pela enchente, as aulas foram suspensas em todas as escolas da cidade até sexta-feira (16).