Por Luiz Storino – Partidos registram candidaturas e vai começar a guerra pelo voto

0
Luiz Storino, Jornalista e Colunista

Rio Preto terá cinco candidatos a prefeito. Existe a expectativa que tenha um segundo turno. Alguns partidos vão brigar lá na ponta, enquanto outros são franco-atiradores e sonham em somar votos no segundo turno para conquistar um espaço no futuro governo municipal

Terminou ontem, às 18 horas, o prazo dado pela Justiça Eleitoral para o registro das candidaturas e suas coligações. Neste ano, Rio Preto terá cinco candidatos a prefeito na disputa, poderia ter seis, caso o veterano Manoel Antunes do PRP não tivesse desistido na última hora.

Os partidos políticos articularam até o último minuto para fechar as chapas de vereadores. Mesmo assim, no último dia de convenções, os candidatos do PSB precisaram engolir a seco a entrada de três candidatos do PP formando uma coligação. Os vereadores Peixão e Marinho se revoltaram com o prefeito Valdomiro Lopes que não abriu mão dos quatro minutos de televisão do PP. Orlando Bolçone e Ivani Vaz de Lima formam a chapa da coligação encabeçada pelo PSB e PSDB formada ainda pelo DEM, PR, PEN PHS, PP E PSC e foram apresentados como uma solução para a continuidade do projeto de Valdomiro na cidade. A bandeira do prefeito é que em nenhum período da história da cidade, nunca se conseguiu tantos recursos e tantas obras foram realizadas. Bolçone deverá herdar esta herança de Valdomiro, bem como os problemas que serão rebatidos pelos adversários como os buracos e problemas na saúde.

No discurso para acalmar os correligionários, Orlando Bolçone deixou transparecer que existe um projeto politico que está bem acima dos interesses pessoais. O deputado do PSB em seu primeiro discurso como pré-candidato oficializado demonstrou que está afiado para enfrentar seus oponentes, além de contar com a experiência em palanque da vice-prefeita Ivani Vaz de Lima. Bolçone conseguiu reunir ao seu lado uma boa coligação, com chances de eleger a maioria dos vereadores na nova Câmara.

Pelos lados do PDT, o ex-vereador Carlos Arnaldo demonstra para que lado deve atirar. Acusa abertamente o prefeito Valdomiro Lopes da Silva e o presidente da Câmara Fábio Marcondes de tentarem retirar o partido dele. Sozinho, tendo como vice Osni Alves , ele tenta fazer o que parece ser uma missão impossível emplacar sua candidatura e tentar um acordo no segundo turno, de preferência com o PMDB. Já o PT registrou a candidatura do deputado estadual João Paulo Rillo e do vice, o professor Plínio Gentil. Rillo deve usar o velho discurso, que Valdomiro fez obras, mas com dinheiro do PT, na realidade recursos que à população brasileira gerou com impostos. O PCO – Partido da Causa Operária terá como candidato a prefeito Daniel Carvalho e o vice Rodrigo Mantai. Esta candidatura pode ainda ficar pendente pois precisa ter registro da comissão provisória na 125 Zona Eleitoral até 15 de agosto.

As dois primeiros candidatos a prefeito e que realizaram suas convenções já foram conhecidos antecipadamente pelo eleitor. Edinho Araújo do PMDB e Eleuses Paiva do PSD formaram uma coligação e estão juntos com o PRB, PV, PTN, PTC, PMB, PPS, PRP. Também Kawel Lotti (PSDC) coligado com o PRTB registrou a candidatura e durante os últimos dias assistiu de camarote toda a movimentação dos adversários.

DEIXE UMA RESPOSTA