Morre servente de pedreiro agredido e incendiado em colchão em Rio Preto

0
Local onde a vítima estava quando colchão pegou fogo (Foto: Reprodução/TV TEM)

Polícia registrou caso como homicídio e vítima apresentava lesões no crânio, além das queimaduras.

O servente de pedreiro que foi queimado após o colchão em que estava pegar fogo morreu na noite desta quinta-feira (12) no Hospital de Base de São José do Rio Preto (SP).

A polícia suspeita que o incêndio, ocorrido na manhã desta quinta-feira (12) na Vila Angélica, tenha sido criminoso, já que a vítima também tinha outras lesões além das queimaduras de terceiro grau pelo corpo.

A polícia foi acionada por vizinhos da vítima, que sentiram um forte cheiro de queimado. De acordo com a polícia, testemunhas disseram que o Claudijanio Alves dos Santos , de 33 anos, estava em chamas enrolado em um colchão. O fogo também atingiu a casa do servente.

Os vizinhos ajudaram a apagar as chamas no corpo do servente de pedreiro, que já estava desacordado. Os bombeiros foram acionados e apagaram as chamas da casa.

A Polícia Civil esteve no local e a perícia foi feita. Foram apreendidos no local uma faca e uma marreta.

A polícia não descarta uma tentativa de homicídio e investiga se a vítima foi agredida antes de ser queimada. No boletim de ocorrência, consta que a vítima teve uma lesão no crânio e também pelo corpo.

Chamas também atingiram parte da casa da vítima (Foto: Reprodução/TV TEM)
Chamas também atingiram parte da casa da vítima (Foto: Reprodução/TV TEM)