Morre menina de São José do Rio Preto que lutava contra leucemia

0
Beatriz Migliari tinha leucemia e era de Rio Preto (Foto: Arquivo Pessoal)

Família fez campanha nas redes sociais para tentar encontrar um doador compatível para a pequena Bia, de 2 anos. Ela estava internada em São Paulo; enterro será neste domingo (14).

Morreu na manhã deste sábado (13) a pequena Bia, a menina de São José do Rio Preto (SP) que estava internada em tratamento contra a leucemia. Bia tinha dois anos e lutava contra a leucemia desde os sete meses de vida. Ela estava internada em um hospital em São Paulo.

Os pais fizeram campanha e estavam em busca para encontrar um doador compatível de medula óssea. O caso sensibilizou muita gente que não conhecia a família, mas se juntou nessa luta.

Para ajudar nas despesas do tratamento em São Paulo, amigos estavam organizando um bazar beneficente, que seria neste domingo (14) em Rio Preto. Por causa da morte, o bazar foi adiado e vai ser remarcada uma nova data.

O velório da Bia será neste domingo, no cemitério da Ressurreição, na Vila Ercília, em Rio Preto, ainda sem horário definido.

A história

Há um ano e meio, a menina lutava contra a leucemia. Na época, os médicos iniciaram o tratamento com quimioterapia e o câncer no sangue recuou. Bia chegou a ter alta no começo de novembro, mas a doença voltou ainda mais forte e ela chegou a ficar internada na Unidade de Terapia Intensiva Hospital (UTI) do Hospital da Criança, em Rio Preto.

A chance de encontrar um doador compatível no Brasil é de 1 em 100 mil pessoas. O pedido de ajuda para tentar salvar a pequena Bia também mobilizou as redes sociais.

Em uma página no Facebook, denominada “Juntos pela Bia, Todos pela Bia”, anônimos e famosos se uniram para divulgar a situação e tentar encontrar o doador.

Pais de Beatriz Migliari estavam em busca de doadores de medula em Rio Preto (Foto: TV TEM/Reprodução)
Pais de Beatriz Migliari estavam em busca de doadores de medula em Rio Preto (Foto: TV TEM/Reprodução)