Morador encontra osso de tiranossauro em estrada: ‘Mais fácil ganhar na Mega-Sena’

0

Fóssil é o fêmur de um dinossauro com mais de 20 metros de comprimento e que viveu há mais de 80 milhões de anos. Osso foi levado de Jaci para o Museu de Paleontologia em Uchoa.

Um morador de Jaci (SP) encontrou no fim de semana um fóssil de um dinossauro na zona rural da cidade. O comerciante Romildo Goldoni estava trabalhando quando viu o objeto curioso e o levou para casa.

“Eu levei e pensei em chegar em casa brincando dizendo que era um osso de dinossauro, mas não imaginava que seria mesmo.”

Após estudos, especialistas identificaram o objeto como sendo o osso fêmur de uma das patas de um tiranossauro com mais de 20 metros de comprimento e que viveu há mais de 80 milhões de anos.

O comerciante achou o caso inusitado. “Para achar outro igual esse é mais fácil ganhar na Mega-Sena”, brinca Romildo.

Ao chegar com o osso em casa, o filho de Romildo, o pequeno João Guilherme Goldoni de 6 anos de idade, teve a certeza de que os dinossauros existiram mesmo e não estavam apenas ilustrados nos livros infantis.

“Ter um osso de dinossauro dentro de casa é estranho, mas é bem legal”, diz o garoto.

Romildo colocou o osso em cima do balcão da sua loja de construções e o lugar também começou a atrair moradores curiosos. “É esquisito, não dá para dizer nada”, diz o pedreiro João Pereira.

Abertura de estrada

O fóssil foi achado em uma área que recentemente foi escavada para a abertura de uma estrada, o que fez com que ficasse à mostra.

O paleontólogo Fabiano Vidoi Iori analisou o local e encontrou uma peça que possivelmente seja um dente de um dinossauro carnívoro, além de pequenos pedaços de ossos que podem ser do mesmo ou até de outro dinossauro que viveu na cidade.

“Os fósseis da região, da formação de São José do Rio Preto, são bem resistentes. A rocha se desfaz, mas o fóssil se mantém preservado. Por isso Romildo teve a sorte de achar o objeto”, comenta o paleontólogo.

O fóssil foi levado para o Museu de Paleontologia em Uchoa. Ele será estudado e depois ficará exposto no museu.