Ministro da Coreia do Norte diz que EUA acenderam ‘pavio da guerra’ com discurso na ONU

0
Ministro de Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong-ho, conversou com jornalistas em Nova York, nos Estados Unidos (Foto: Shannon Stapleton/ Reuters)

Ri Yong Ho afirmou que o programa nuclear da Coreia do Norte não será discutido enquanto os EUA quiserem ‘destruir’ o país.

Em entrevista a uma agência de notícias da Rússia, o ministro de Relações Exteriores da Coreia do Norte, afirmou que Donald Trump “acendeu o pavio da guerra” com seu discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Em sua fala, proferida em setembro, o presidente americano afirmou que irá “destruir totalmente” a Coreia do Norte, caso não tenha outra escolha. As relações entre os dois países, nos últimos meses, estão cada vez maisa tensas, principalmente por causa dos programas de armas nucleares e mísseis balísticos desenvolvidos por Pyongyang.

“Com sua declaração belicista e insana nas nações unidas, Trump, você pode afirmar que acendeu o pavio de uma guerra contra nós”, afirmou Ri Yong Ho, citado pela agência Tass. “Precisamos resolver o placar final, apenas com um granizo de fogo, e não com palavras”, disse.

Na entrevista, o ministro também garantiu que o programa nuclear da Coreia do Norte não vai ser discutido enquanto os Estados Unidos seguirem tentando “destruir” a Coreia do Norte.

Declaração de Guerra

A entrevista à agência Tass não foi a primeira ocasião em que Ri acusou os EUA de “declararem guerra” aos EUA. No final de setembro, logo após o discurso de Trump na ONU, ele chegou a dizer que os EUA tinham declarado guerra a Coreia do Norte.