Menino do interior de São Paulo faz sucesso ao ensinar crochê na web: ‘Minha paixão’

0
Junior Silva faz sucesso na internet ensinando crochê (Foto: Arquivo Pessoal/Denise Vieira)

Junior Silva, de 12 anos, é de Iaras e há um ano grava vídeos nas redes sociais. ‘Amo fazer crochê e ensinar’, diz garoto.

Agulha, crochê e um celular. Pelo menos três vezes por semana esses itens fazem parte da rotina do adolescente Junior Silva, de 12 anos, que está fazendo sucesso na web por ensinar como fazer diferentes tapetes e roupas de crochê. Em sua página no Facebook já são mais de 42 mil seguidores e no canal no Youtube mais de 3 mil inscritos.

Segundo o adolescente, tudo começou quando ele aprendeu a fazer crochê com sua avó e tia, e postou uma foto de um tapete nas redes sociais.

Menino do interior de São Paulo faz sucesso na web ensinando crochê
Menino do interior de São Paulo faz sucesso na web ensinando crochê

“Eu sempre achei muito interessante ver que com a agulha e o crochê coisas muito bonitas podiam surgir. No ano passado pedi para elas me ensinarem e aprendi rápido. Postei uma foto na internet e muitos começaram a me perguntar como tinha feito. Foi aí que surgiu a ideia de começar a gravar os vídeos para ensinar as pessoas”, conta. Os vídeos são gravados na própria casa do Junior e editados por ele.

A maioria dos seguidores do Junior é formada por mulheres mais velhas, segundo ele. Sem contar que há internautas até de outros países.

“Eu não esperava que ia aumentar tão rápido o número de seguidores. Fiquei espantado em ver gente de várias cidades e até de outros países. Comecei a fazer os vídeos e ‘lives’ no final do ano passado e foi aumentando cada vez mais. Tem gente da Espanha, Chile e França. É demais”, afirma.

Para o “crocheteiro”, costurar representa diversão e uma forma de ensinar outras pessoas a fazer decorações diferentes para a casa.

“Para mim é uma diversão. Eu amo ensinar as pessoas e ter esse contato pela internet. Com o crochê você pode fazer várias coisas. E muita gente fala que é não é coisa de criança e de menino, mas eu acho que é sim. Eu amo fazer. Costurar é minha paixão”, diz.

Menino de 12 anos afirma que costurar crochê é sua paixão (Foto: Arquivo Pessoal/Junior Silva)
Menino de 12 anos afirma que costurar crochê é sua paixão (Foto: Arquivo Pessoal/Junior Silva)

Junior ressalta que também gosta de brincar de esconde-esconde, pega-pega, jogar bola e sair com os amigos para tomar sorvete. Além disso, ele garante que as gravações dos vídeos não atrapalham seus estudos. Segundo ele, seu sonho é ser professor.

“As gravações acontecem toda semana, sempre um dia sim e um dia não. Não atrapalha os estudos, porque tento separar bem os horários. E quando eu crescer quero ser professor de inglês e português”

Orgulho da família

Adolescente Junior Silva ensina crochê pela web desde o ano passado  (Foto: Arquivo Pessoal/Denise Vieira)
Adolescente Junior Silva ensina crochê pela web desde o ano passado (Foto: Arquivo Pessoal/Denise Vieira)

A mãe do adolescente, Denise Vieira, afirma que muitos moradores de Iaras, que tem cerca de 7 mil habitantes, já reconhecem seu filho.

“Muita gente vem falar com ele, como o menino que ensina crochê. Para mim e todos da família isso é motivo de orgulho. E eu o incentivo a continuar, apesar de muitos o criticarem que isso não é coisa de menino ou de criança”, diz.

Ainda segundo Denise, ela acompanha as gravações e ressalta que sempre está “de olho” para com que a atividade não atrapalhe os estudos do adolescente.

“Eu sempre estou acompanhando e vejo que ele realmente gosta de gravar. Mas tento fazer com que ele não esqueça dos estudos, de ter momento com os amigos. Isso é importante também”, afirma.

Junior grava e posta vídeos toda semana nas redes sociais (Foto: Arquivo Pessoal/Denise Vieira)
Junior grava e posta vídeos toda semana nas redes sociais (Foto: Arquivo Pessoal/Denise Vieira)
Denise Vieira com o filho Junior Silva em Iaras (Foto: Arquivo Pessoal/Denise Vieira)
Denise Vieira com o filho Junior Silva em Iaras (Foto: Arquivo Pessoal/Denise Vieira)
Adolescente grava os vídeos na própria casa, em Iaras (Foto: Arquivo Pessoal/Junior Silva)
Adolescente grava os vídeos na própria casa, em Iaras (Foto: Arquivo Pessoal/Junior Silva)