Homem é preso em rodovia de Penápolis após confessar ter matado vizinho em MS

0

Suspeito foi abordado em um táxi na rodovia Marechal Rondon e confessou o crime aos policiais. Homicídio aconteceu em Cassilândia (MS), no domingo (14).

Um homem de 58 anos foi preso na madrugada desta quarta-feira (17), na rodovia Marechal Rondon, em Penápolis (SP), depois de confessar à polícia a participação em um homicídio, que ocorreu no domingo (14), em Cassilândia (MS).

De acordo com informações da Polícia Rodoviária, em patrulhamento pela rodovia Marechal Rondon, os policiais abordaram um táxi, onde o suspeito era passageiro e contou que pegou a corrida para ir até Marília (SP). Ele demonstrou nervosismo durante a abordagem, o que chamou a atenção da polícia.

A polícia fez buscas no interior do veículo e encontrou R$ 18 mil. O homem não disse aos policiais de onde vinha o dinheiro, mas confessou que havia participado de um crime, onde ele e o filho mataram um idoso em uma fazenda de Cassilândia, no domingo (14), depois de uma briga por causa de pedaços de arame.

Ele e o motorista do táxi foram levados para a delegacia. O motorista foi ouvido e liberado em seguida. Já o suspeito foi preso em flagrante e encaminhado para a cadeia de Penápolis (SP).

Entenda o caso

Um homem de 58 anos e o filho dele, de 33, mataram um idoso de 67 anos na tarde de domingo (14), em uma fazenda em Cassilândia, na região Nordeste de Mato Grosso do Sul. Testemunhas contaram à polícia que os envolvidos discutiram por causa de pedaços de arames que foram jogados em um corredor da propriedade rural.

De acordo com o boletim de ocorrência, o idoso foi à casa dos suspeitos questionar porque eles teriam reclamado dos objetos deixados no corredor. Os homens discutiram e o morador de 33 anos foi a uma das casas da fazenda, pegou uma espingarda e atirou em direção ao idoso, mas não acertou. A vítima correu para a caminhonete, porém, não conseguiu ligar o veículo.

O pai do atirador foi a outra casa e voltou com outra espingarda. O idoso tentou sair da caminhonete pela porta do passageiro e foi atingido por dois tiros nas costas. O homem de 58 anos correu, encostou a arma na cabeça do idoso e deu outro disparo.

O homem de 33 anos acionou a polícia e disse que o pai dele tinha matado um idoso por legítima defesa. Ele ficou bastante nervoso e entrou em contradição. Os policiais ouviram testemunhas que contaram como o crime ocorreu. O suspeito acabou confirmando a versão das testemunhas.

O homem foi preso em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. O caso foi registrado na delegacia de Polícia Civil de Cassilândia.