Eleição ganha forma no mundo virtual, candidatos mostram um pouco de tudo, menos propostas

0
Luiz Storino, Jornalista e Colunista

A campanha eleitoral toma seu primeiro formato nas redes sociais. O Facebook é a primeira ferramenta utilizada por parte dos 250 candidatos a vereador em São José do Rio Preto, são milhares em todo o país. Em Rio Preto, alguns candidatos fazem uma espécie de superprodução, onde até os droners são utilizados para mostrar ângulos nunca antes explorados. Com isto, os candidatos esperam levar os eleitor além da imaginação e conquistar por encanto a confiança deles.

Enquanto outros, de maneira discreta e até amadora produzem seus vídeos caseiros, a base de celular, sem iluminação ou qualquer técnica, em uma narrativa cansativa e arrastada. Tem gente que prefere simplesmente colocar um banner eletrônico, com foto, nome e número, não arriscando voos mais altos.

Nesta primeira etapa, o oque o eleitor percebe é uma enxurrada de vídeos, onde alguns candidatos já irritam os internautas, quando marcam um grupo de pessoas que “obrigatoriamente” recebem o material na base da “ guela abaixo “. Quem segue um roteiro, onde o mínimo de bom senso é exigido, nesta primeira etapa, faz uma apresentação rápida, com nome, cargo, número e partido político. A maioria não apresenta propostas, exceto os que tentam a reeleição Com o trabalho já feito, mostra aquilo que foi executado. Os de primeira viagem entram no filosófico, com família, cachorrinho, frases de efeito e coisas deste tipo. Vão timidamente de encontro ao eleitor, que com tantas decepções estão desconfiados com políticos.

Quem navega no Facebook  e encontra  propaganda política logo percebe nos comentários muita gente descontente, com opiniões ríspidas, onde cobram ações que foram mal feitas ou deixaram de ser executadas. Os partidos políticos são rápidos em deletar  comentários contrários, que normalmente são atribuídos aos adversários, acusados de criar um grupo de artilharia para bombardear as redes sociais.

Por enquanto, o terreno está pouco minado, sem emoções fortes, o que deve mudar no decorrer da corrida eleitoral. O Facebook ainda é considerado, como a maioria das redes  uma espécie de terra de ninguém, já foi pior, agora tem alguma fiscalização e a Justiça Eleitoral promete punir rigorosamente. Importante saber se a resposta do juiz eleitoral conseguirá ser tão rápida como é uma rede social, onde em poucos segundos a dignidade de uma pessoa é destruída.

Esta deve ser a primeira eleição onde uma rede social pode fazer alguma diferença. Em eleições anteriores começou a influenciar eleitores mais jovens.  Quem soube usar bem este tipo de ferramenta foi a presidenciável derrotada Marina Silva do PSB. Especialistas acreditam que o crescimento dela na corrida ao Palácio do Planalto  foi proporcionada pelas redes sociais. Só não explicam como conseguiu cair tão rapidamente e ser atropelada pelo tucano Aécio Neves.  O feitiço virou contra o feiticeiro? Ou seja, a própria internet usada pelos adversários atingiu a candidata?

Em um país de 220 milhões de habitantes e quase igual número de celulares, a maioria constituída por smartphone, onde os jovens cada vez mais se interessam por política, certamente uma rede social não deve ser desprezada. Mas os candidatos precisam saber bem a linguagem desta rede. Certa vez, quando uma empresa que cuida de redes sociais abordou um vereador de Rio Preto, que por sinal é muito bem votado, este respondeu  que não precisava deste serviço, pois um “menino” amigo da família sabia mexer com computador e faria o trabalho. Com certeza este cidadão conquista seus votos da maneira mais tradicional e eficaz possível, que é o corpo a corpo, cara a cara e tapinhas nas costas. Ninguém duvida que sola e santinho são supereficientes, mas em tempos de internet não é desprezível  uma rede social. Afinal , Rio Preto cresceu muito, em 30 dias é impossível chegar com sua mensagem a todos os lugares. Não tem sapato e físico que resistam.

CARLOS ARNALDO
Carlos Arnaldo candidato a Prefeito pelo PDT
Daniel Carvalho candidato a Prefeito pelo PCO
Daniel Carvalho candidato a Prefeito pelo PCO
Edinho Araujo candidato a Prefeito pelo PMDB
Edinho Araujo candidato a Prefeito pelo PMDB
João Paulo Rillo candidato a Prefeito pelo PT
João Paulo Rillo candidato a Prefeito pelo PT
Kawel Lotti candidato a Prefeito pelo PSDC
Kawel Lotti candidato a Prefeito pelo PSDC

Luiz Storino

luizstorino@grupobomdia.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA