Dona de agência de emprego é presa por estelionato em Sorocaba

0

Dona de agência de emprego é presa por estelionato em Sorocaba

O anúncio na internet, que oferecia vaga de emprego com início imediato e sem necessidade de experiência, atraiu cerca de 20 pessoas até a agência, em um prédio na região central de Sorocaba.

Fotos do anúncio das vagas e conversas de áudio com a dona da agência foram entregues à polícia, que ouviu todos os envolvidos no plantão norte de Sorocaba. A empresa funciona na cidade há cerca de um mês, sem placa na fachada e não tem alvará da prefeitura.

Em nota, o governo municipal informou que uma equipe de fiscalização vai ao local.

Anúncio na internet prometia vaga de emprego por meio de agência de Sorocaba (Foto: Reprodução/TV TEM)
Anúncio na internet prometia vaga de emprego por meio de agência de Sorocaba (Foto: Reprodução/TV TEM)

Em entrevista à TV TEM, Gislene Viana, proprietária da agência, disse que a empresa tem registro na capital e iria pedir transferência a Sorocaba, e negou as acusações dos candidatos.

“Tem um contrato e deixa as informações muito bem claras, não existe promessa de emprego, não existe compra de vaga de emprego porque isso é crime, a gente sabe muito bem. Por isso que eu faço um contrato para ambas as partes, uma via comigo e outra com eles”, afirma.

Gislene e a funcionária detida foram encaminhadas para a Cadeia de Votorantim (SP), e o empregado da agência levado ao CDP de Sorocaba.

Promessa de emprego

Os candidatos ouvidos pela polícia contaram que foram induzidos a fazer um curso de R$ 380 mediante a promessa de uma recolocação no mercado de trabalho. Chegando na agência, os interessados afirmam que preenchiam uma ficha e faziam uma prova de conhecimentos gerais.

“Fui atraído por uma suposta vaga na internet e vim com a minha esposa. A gente fez uma entrevista, um teste, e eles ofereceram um curso de segurança patrimonial”, conta o vigilante desempregado, Valdeci do Nascimento Junior.

No contrato assinado pelos candidatos, consta o valor do treinamento e um parágrafo afirmando que o dinheiro não seria devolvido, e que o curso não garantia uma vaga de emprego. Porém, na conversa com a dona da agência a impressão era outra (veja abaixo).

Candidato gravou conversa em que dona de agência de Sorocaba prometeu vaga de emprego (Foto: Reprodução/TV TEM)
Candidato gravou conversa em que dona de agência de Sorocaba prometeu vaga de emprego (Foto: Reprodução/TV TEM)

A técnica em Administração Dayla Nascimento chegou a ir até uma empresa, com a esperança de conseguir uma vaga, mas acabou descobrindo que o emprego não existia. “Me disseram que não tinha vaga nenhuma, que a empresa não tinha nenhum vínculo com eles [agência], que o que eles faziam era o próprio RH da empresa.”

Jéssica de Araújo, que está desempregada, também procurou a polícia. “A partir do momento que falam e não cumprem, eles estão enganando a gente, pagamos por algo que não tivemos, pagamos pelo certificado do curso e a gente não teve, se não teve validez a gente pagou para quê? em vão”, disse.

Na delegacia, Ezequiel Rodrigo de Moura disse que foi lesado pela agência. “Estou me sentindo frutado, a gente desempregado, eu emprestei dinheiro do meu pai para pagar esse curso porque não tinha condição.”

Agência de emprego funciona há um mês em Sorocaba e não tem alvará da prefeitura (Foto: Reprodução/TV TEM)
Agência de emprego funciona há um mês em Sorocaba e não tem alvará da prefeitura (Foto: Reprodução/TV TEM)