0

BERNLINDA I

Vereador Fábio Marcondes (PR) vive inferno astral desde o final das eleições de 2016. Com o Ministério Público e Polícia Federal soprando na nuca, o parlamentar faz manobras jurídicas para se manter no cargo.

BERLINDA II

Acusado e agora condenado por compra de votos, Marcondes corre o risco de ficar sem mandato. Ontem, convocado, foi à Polícia Federal depor. Na verdade, o vereador, usando do direito de ficar calado, emudece perante a equipe de federais.

BERLINDA III

Fábio Marcondes, instado a fornecer sua caligrafia para exame pericial, também fez prevalecer o direito de não produzir provas contra si. Não falou e não escreveu uma só palavra. O juiz eleitoral, ao contrário, ficou bem disposto a escrever muito em sua sentença.

ESCREVEU

O juiz eleitoral, João Manoel Filho, escreveu bem mesmo. Ele condenou o vereador Fábio Marcondes à perda do mandato. Como a lei é benevolente, o vereador não deixa a cadeira agora.Cabe recurso da decisão. Fábio tenta ganhar no famoso voto auricular no Tribunal de Justiça. Traduzindo, ele busca convencer os desembargadores na conversa amistosa.

OUTROS

Mas o vereador Marcondes não está sozinho na Federal. Francisco Júnior (DEM), Zé da Academia (DEM) e Jean Dornelas (PRB) estão na fila do gargarejo. Todos são acusados de suposta compra de votos em 2016.

O Prefeito Paulo de Faria estão entre aqueles que receberam uma herança maldita. Edinho Araújo, também. Em Paulo de Faria, a dívida deixada passa dos R$ 5 milhões. Obras importantes estão comprometidas.

SOCORRO

Situação de Edinho Araújo, em Rio Preto, além da financeira, a política também é complicada. Hoje, na Câmara, pelo menos dez vereadores mantém posição de independência ou oposição clara.

CORRENDO

O “bombeiro-mor” de Edinho é o secretário de Governo, Jair Moretti, Já ligou para vereadores rebeldes, marcando reunião para a próxima segunda-feira. Edinho quer remodelar sua base.

ENCONTRO

O Prefeito de Monte Aprazível, Montoro, vai realizar no próximo domingo um encontro com alguns prefeitos da Região, para mostrar o grande trabalho realizado pelo Deputado Federal Sinval Malheiros.

Limpa federal

O aumento do número de servidores federais expulsos dos cargos, por peculato e outros crimes, comprova tese do ex-AGU Medina Osório de que era fundamental fazer o cerco aos funcionários públicos – de vários órgãos – envolvidos na Lava Jato – mas ministros Palacianos enterraram a ideia.

Em 2016, segundo a Controladoria Geral da União, foram expulsos 550. Segundo a CGU.
De lá até hoje, foram demitidos 6.209 servidores federais de seus cargos por irregularidades comprovadas. Em 2015, foram 447 funcionários públicos para casa.

Argentina e Brasil

O presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, bateu um papo com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, durante a visita oficial que faz a Brasília.

Macri revelou que pretende ter parceria com o Brasil para atrair os turistas asiáticos – em especial os chineses. A China ‘exporta’ 120 milhões de turistas por ano.

Renan, o ministro oculto

O novo ministro da Justiça só sai com aval do senador e ex-presidente da Casa Alta Renan Calheiros (PMDB-AL), líder da bancada do PMDB.

Ele tem feito reuniões com o grupo para testar nomes. Com autorização do presidente Michel Temer, Renan procura um técnico, mas bem ligado ao partido.

A bajulação a Renan é tamanha que o senador Hélio José (DF) soltou na reunião da bancada de terça: “Não houve ministro da Justiça melhor do que Renan”. Ressabiado, Calheiros cortou logo: “Muita gentileza de sua parte, mas prefiro ficar onde estou”. Gargalhada geral.

Peguem a pipoca

Joguem a pipoca no forno e sintonizem a TV Justiça em alguns meses, porque vai começar guerra que fará dos embates entre Joaquim Barbosa e Gilmar Mendes uma matinê.

Qualquer relação com disputa de apadrinhados políticos no STF é pura realidade. Não é coincidência o ministro Edson Fachin, um admirador declarado de Dilma e PT, correr para pegar a relatoria.

Tampouco Alexandre de Moraes, da turma do PSDB e PMDB, já surgir como o potencial futuro revisor do processo da Lava Jato.

DEIXE UMA RESPOSTA